Dicas e Curiosidades Elétricas




Curiosidades Elétricas

A eletricidade foi descoberta a cerca de 2500 anos atrás, através de observações do cientista grego, Thales de Mileto, que observou que um pedaço de âmbar (resina fossilizada de árvore) atraia palha ou penas, quando esfregado com um pano. A palavra "eletricidade" é originada da palavra grega para âmbar "elektron". Thales de Mileto também é conhecido como o pai da filosofia.

A palavra “Elétrica” foi cunhada pela primeira vez pelo médico da Rainha Elizabeth I, Doutor William Gilbert, em 1600. Ele percebeu em seus experimentos que materiais como o vidro, diamante e a cera, produzem o mesmo efeito que o âmbar.

No século 18, o Conde Alessandro Volta inventou a primeira bateria e o batizou de "pilha voltaica". Este consistia em uma pilha de zinco com discos de prata ou cobre separados por almofadas umedecidas com uma solução ácida. A unidade de medida elétrica "volt", é chamada assim em homenagem ao Conde Volta.

Na década de 1860, o engenheiro francês George Leclanché desenvolveu uma bateria que não usava a solução ácida em seu interior. Essa pilha é conhecida como pilha de Leclanché ou pilha seca ou pilha comum. As pilhas atuais que usamos em nossos equipamentos eletrônicos são baseados no design do Leclanché.

Todos os anos milhares de pessoas são eletrocutadas, mas são poucas as que morrem por essa causa. Em vez disso, muitas pessoas morrem queimadas por causa de sobrecarga em sistemas elétricos, mais precisamente, 10 mil pessoas todos os anos. Não sobrecarregue as tomadas e limite o uso de extensões, utilize-os apenas temporariamente para evitar acidentes.

Leia Mais no SitedeCuriosidades.com




Por que as Lâmpadas incandescentes deixaram de ser produzidas no Brasil?

No dia 30 de junho de 2012, o Ministério de Minas e Energia divulgou que as lâmpadas incandescentes deixaram de ser produzidas no Brasil. A medida foi adotada com o objetivo de reduzir a quantidade dessas lâmpadas no país e incentivar a produção e comercialização de lâmpadas mais eficientes, como as fluorescentes compactas e halógenas.

A portaria que determina o fim da produção de lâmpadas incandescentes é de 2010. O texto põe fim à fabricação de lâmpadas incandescentes de uso geral com potências de 150 e 200 Watts.

As lâmpadas incandescentes consumem mais energia e resultam numa conta mais cara para o consumidor. A intenção do governo brasileiro é incentivar o uso de lâmpadas fluorescentes compactas que podem gerar uma economia de 75% por mês.

Segundo o Procel – ProgramaNacional de Conservação de Energia Elétrica, se todas as lâmpadas incandescentes em uso no setor residencial brasileiro fossem substituídas por lâmpadas fluorescentes compactas, a economia seria de aproximadamente 5,5 bilhões de kWh por ano.

As lâmpadas incandescentes de maior potência devem sair do mercado até 31 de dezembro de 2012. Já as de menor potência, estarão fora de comercialização até o dia 30 de junho de 2017.

Leia Mais no SitedeCuriosidades.com




Por que os insetos são atraídos pelas lâmpadas?

Quem nunca se sentiu incomodado com insetos rondando uma lâmpada? Mas, vocês sabem por que isso acontece? Aqui, vamos tentar te explicar esse fato.

Os insetos são atraídos pela luz, mas não existe uma explicação científica que justifique esse fato com certeza absoluta. O que se sabe é que os insetos usam a luz para se orientar.

Os insetos voadores se sentem hipnotizados pela luz das lâmpadas artificiais. Este comportamento pode estar relacionado a uma confusão do sistema interno de navegação dos insetos.

Segundo pesquisadores, os insetos seguem um sistema chamado de orientação transversal, ou seja, eles voam num ângulo constante relacionado a uma fonte de luz. Quando eles encontram uma luz artificial, o ângulo de voo muda e os insetos ficam confusos.

Uma segunda teoria, do entomologista Philip Callahan, afirma que o espectro de luz infravermelho emitido pela luz tem a mesma frequência emitida pelos feromônios das mariposas fêmeas. Por isso, os insetos machos seriam atraídos pela luz artificial por um instinto natural de querer cruzar com a fêmea.

Levando em conta as dúvidas que os cientistas ainda têm sobre o assunto, podemos dizer que as respostas que tentam explicar o comportamento dos insetos em relação à luz são apenas hipóteses. Com certeza, os milhões de anos de evolução dessas espécies ainda não serviram para os tornarem espertos o suficiente para conseguir escapar da morte numa lâmpada artificial.

Leia Mais no SitedeCuriosidades.com




Curiosidades sobre o Choque Elétrico

O choque elétrico é causado por uma corrente elétrica que passa através do corpo humano ou de um animal qualquer. O pior choque é aquele que se origina quando uma corrente elétrica entra pela mão da pessoa e sai pela outra. Nesse caso, atravessando o tórax, ela tem grande chance de afetar o coração e a respiração. Se fizerem parte do circuito elétrico o dedo polegar e o dedo indicador de uma mão, ou uma mão e um pé, o risco é menor.

O valor mínimo de corrente que uma pessoa pode perceber é 1mA. Com uma corrente de 10 mA, a pessoa perde o controle dos músculos, sendo difícil abrir as mãos para se livrar do contato. O valor mortal está compreendido entre 10 mA e 3 A.

Normalmente, a resistência elétrica de nossa pele é grande e limita o estabelecimento de uma corrente elétrica caso a tensão aplicada não seja muito grande. Com a pele seca, por exemplo, não tomamos nenhum choque se submetidos à tensão de 12 V, mas se a pele estiver úmida a resistência elétrica cai muito e podemos levar um choque considerável.

Uma forma de se evitar os choques elétricos é fazer a ligação dos aparelhos à terra.

Leia Mais no SitedeCuriosidades.com




Por que os pássaros geralmente não tomam choque em fios elétricos?

Curiosamente, os pássaros conseguem pousar sobre fios elétricos, encapados ou não, sem levar choque. Aparentemente causa grande espanto quando analisado, pois quando um fio desencapado é tocado libera grande descarga elétrica. Com os pássaros é diferente.

A distância entre as patas dos pássaros é bem curta, não é suficiente para gerar um potencial elétrico entre dois pontos (DDP). O choque, dessa forma, somente acontece quando a corrente elétrica entra por um determinado local e sai por outro, ou seja, fecha o ciclo da eletricidade que é a condução de energia. A eletricidade liberada no pássaro não lhe provocará uma descarga elétrica porque ele não estará encostado em nenhum objeto a não ser o fio, porém, se o pássaro desequilibrar e encostar-se a outro objeto, ele receberá a corrente elétrica.

http://www.brasilescola.com/curiosidades/por-que-passaros-nao-tomam-choque-fios.htm




Por que foi criado o horário de verão?

O horário de verão foi criado para reduzir o pico de consumo, evitando que as pessoas estejam tomando banho e acendendo as luzes de suas casas enquanto a iluminação pública está acendendo, pois quando se adianta 1 hora, a maioria das pessoas estarão tomando banho quando ainda é dia e não acendeu a iluminação pública.


O que é horário de ponta ou de pico?

O horário de ponta ou horário de pico é o período do dia entre as 17h30 e 20h30 quando existe o maior consumo de energia elétrica, é para as Empresas Concessionárias o momento onde tem que ser fornecido a maior demanda de energia para o consumo. É nesse período que a iluminação pública das cidades começa a funcionar e coincide com o momento em que a maioria das pessoas está em casa tomando banho e ligando as luzes e eletrodomésticos, e também acontece que uma boa parte do comércio e da indústria ainda não parou de trabalhar. Portanto é o período mais crítico do fornecimento de energia elétrico pelas concessionárias e também o que tem o valor da tarifa mais caro, fazendo com que algumas indústrias e empresas não trabalhem com todas as suas máquinas nesse horário, para reduzirem o valor da conta de energia elétrica.


Um aparelho ligado em 220 Volts gasta menos que quando ligado em 110 Volts?

Quando alguém diz que um aparelho ligado em 220 Volts gasta menos que quando ligado em 110 Volts, devemos entender que a diferença representa apenas as perdas por aquecimento no fio, uma vez que 110 Volts, faz toda a corrente elétrica passar por apenas um fio e a 220 Volts, faz a corrente se dividir, passando por dois fios, e com isso ela aquecerá menos os fios, evitando as perdas por calor. Mas quanto ao consumo normal do aparelho, ele gastará a mesma coisa, pois consumo é relativo à potência do aparelho, vezes o tempo que ele é utilizado, e não está diretamente associado à tensão.


Os aparelhos com o selo PROCEL de Economia de Energia gastam menos energia?

Os aparelhos com o selo PROCEL de Economia de Energia gastam menos energia para funcionar do que os outros, porque possuem mais tecnologia, que aumentam seu rendimento, ou seja, funcionam melhor gastando menos energia, e são aprovados pelo INMETRO.


Qual média de consumo anual de energia elétrica de um brasileiro?

A média de consumo anual de energia elétrica de um brasileiro é de 1.760 kWh por ano, enquanto que a média mundial é de 2.200 kWh. Essa pequena diferença entre a média mundial e a brasileira é porque não foram levados em conta as particularidades de alguns países com invernos extremamente rigorosos, como o Canadá, a Suécia, os Estados Unidos entre outros, onde a média anual de consumo de energia elétrica de seus habitantes vai de 8.000 a 18.000 kWh. Grande parte é usada para Calefação que aquece suas casas, o que já não acontece nos países de clima tropical como o Brasil. Portanto o fato de estarmos abaixo da média mundial não quer dizer que não desperdiçamos energia elétrica, muito pelo contrário, pois o desperdício chega próximo dos 30% , considerando todos os segmentos, desde a geração ao seu uso final.


Quem consome mais energia elétrica?

Os consumos de energia elétrica no Brasil são maiores entre as indústrias, que são responsáveis por 39% de todo o consumo, seguido pelos Poderes Públicos e Transportes, que consomem 19%, depois vêm as residências com 16%, o próprio Setor Energético com 9%, o Comércio e os Serviços com 8% e o restante distribuído entre outros segmentos, destacando-se o meio rural.


Para que serve as bolas alaranjadas e vermelhas que são colocadas nos fios dealta tensão?

As bolas alaranjadas e vermelhas que são colocadas nos fios de alta tensão que cruzam as rodovias, servem para sinalização visual para os pilotos das aeronaves, quando tiverem que utilizar as estradas para pousos de emergência.


Qual a diferença entre aparelhos 220 Volts e 110 Volts?

Para ter aparelhos em sua casa ligados em 220 Volts, é necessário que o padrão de entrada de energia seja bifásico ou trifásico, pois o monofásico possui apenas uma fase em 110 Volts e um Neutro (sem tensão), e os bifásicos, como o nome já diz, possuem duas fases de 110 Volts cada uma que somadas dão 220 Volts. A mesma coisa para os trifásicos que possuem três fases de 110 Volts, sendo que tanto o bifásico como o trifásico possui o Neutro, como no monofásico.

Fonte: www.energiasdobrasil.com.br